quarta-feira, 7 de setembro de 2016

REFLETINDO


 Uma semana depois e meus pensamentos continuam a mesma coisa em relação à ti. Só que têm alguns pontos aqui que preciso pôr na mesa. Primeiramente: Como que uma pessoa pode chegar ao ponto de inventar uma "quase morte" da sua própria mãe? Que desumano. É muito não ter escrúpulos nenhum. Segundo: Como que uma pessoa é capaz de começar a se envolver com outra pessoa, aceitar voltar com outra e ainda dizer que vai lutar pela outra, que vai provar que é melhor e tudo mais pra depois vim dizer pra qual voltou depois que tá conhecendo outra pessoa há duas semanas antes? É muito não ter coração. Uma pessoa dessas não têm sentimentos e não é capaz se quer de gostar de alguém de verdade. Ainda tem a cara de pau em dizer que não fez absolutamente nada e que só espera compreensão. Compreensão? Traição não tem compreensão. Pessoas que traem as outras não têm explicação alguma. A única explicação pra isso são pessoas indecisas que não sabem o que querem da vida, que não sabem gostar de verdade pra alguém e são frustradas. De pessoas assim eu quero apenas distância. E tudo que restou disso tudo foi apenas ódio por ti. A pior traição vêm de pessoas que mais confiamos, porque é um tipo de traição que não se espera. E eu sinceramente, espero nunca mais te ver na vida. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário