sexta-feira, 29 de outubro de 2010

SUSTENTABILIDADE

Tem gente que pode acreditar. Também, é claro, não acreditar. Afinal, mudanças são coisas muito radicais, coisas diferentes que podem acontecer à sí mesmo, não?
 Sustentabilidade é o ideal para todos e claro, à sí próprio. Manter a cabeça e o queixo erguido, mesmo depois de uma "Porrada" é necessariamente preciso. Aprendi que manter dessa forma é bom, sustentável e amável à nós mesmos...Um mau que eu tinha era do tipo: "Eu te amo, cuido de você e esqueço de mim" . Pra mim, o que mais importa agora é a minha cabeça, a minha pessoa, o meu ser humano. Ligar-se nas coisas da vida, cuidar de mim. Não to querendo dizer que não amo, que não adoro mais. Ao contrário, a merda toda continua, mas agora de outra forma: "Precisando estou aqui, e não aí".
 Não podemos esperar que os outros cuidem de nós, os humanos são uma espécie de monstro que preservam aquela coisa de "Cada um por si". Dúvidas? Então pagas pra ver. Não podia levar um Tombo que eu chorava, ficava ali no meu canto, expondo-me, destroindo-me moralmente. Tanto na imagem, quanto na cabeça.
 Agora as coisas são diferentes, não vou dizer que isso foi em um "Pá!, estou aqui". Não, não. Isso tudo eu aprendi, digo que isso é essencial, bom, belo, e tudo que serve pra minha sustentabilidade se manter para tudo isso. Meu bem, me fazer bem.

sábado, 23 de outubro de 2010

DIAS DE AMARGURAS, DIAS DE FOFURAS

 Se você me ver com um óculos escuros, calado, no meu canto. Por favor, não chegue perto. Nesse dia, não estou legal, e para não ser arrogante evito falar. Não gosto de ser arrogante com ninguém, não gosto de dar patadas em alguém, só se for por merecer.
 Passo direto pra evitar essas coisas. Se falares comigo, tomo cuidado para não te maltratar. Mas deixo bem claro na minha cara que, não estou com paciência alguma. Eu fico largado, jogado.
 Fico frio, cruel. Torno-me uma pessoa totalmente diferente do que sou diariamente, porque sou louco, retardado, amável.
Nos dias de fofura eu dou um conselho. Pois  nesse dia meus lindos dentes aparecem brilhando, transbordando felicidade. Com um humor explendido, que acaba passando até para os outros. Eu rio, bagunço, brinco. Te abraço. Pergunto como você está, e me preocupo totalmente com você.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

FALSIDADE E DÚVIDA

 Ás vezes estamos com coisas na nossa cabeça, coisas que mechem com tudo em si mesmos. É foda você saber de uma coisa, depois de ter rolado outras por muito tempo, e ver que aquilo era tudo mentira e não passava de uma grande coisa da minha cabeça.
 O mundo Humano é uma coisa confusa. Posso considerar, porque existe pessoas que te manipulam de uma forma horrível, escondem de você o "Monstro" que ela é, tornam a sua cabeça uma coisa frágil e fácil de se enganar e iludir.
 O humano se importa com si mesmo, e nada mais interessa. Não vou dizer que todos, mas a maioria sim. Ees só querem saber do seu próprio bem estar e só. Pra ele, isso embala completamente.
 Depois que tais fatos começam a ser bem claros para todos, o sujeito ainda fica ali, guardando, tentando esconder algo que não pode mais ser lacrado e nem escondido. E mesmo assim, de alguma forma, acaba mechendo com a sua cabeça, sua mente. Até você desmoronar de alguma forma de novo.
 Crueldade, isso pode encaixar-se de diversas formas no próprio ser humano. Ele destrói, machuca. E claro, também Ama, de alguma forma.