quinta-feira, 25 de novembro de 2010

SÍNDROME DE DÉJÀ VU

Em alguns momentos da vida nos sentimos meio desalmados, meio céticos, sem emoção e sem sentimentos mesmo. Tudo fica sem graça, frio. Parece que estamos mortos, que tudo aquilo é só o corpo mesmoe que não há alma.
  Tudo transparece não me comover, não me emocionar, não amar. Mas na verdade, tudo está preso dentro de mim, eu ali querendo que tudo transborde, mas nada.É uma coisa sem graça, sem sal, sem açúcar, sem nem um tipo de coisa que venha de mim mesmo. Tudo fica congelado, muito frio, e todo aquele ar quente de sentimentos e vontades fica ali, preso e congelado.
 
Sei que de alguma forma, machuco alguém. Deixo feridas incuráveis nos outros, mas pode ter certeza de uma coisa: Eu estou te amando, mas nesse momento, tudo está congelado e frio, e não consigo demonstrar meus sentimentos. Estou morto por dentro.

domingo, 21 de novembro de 2010

QUE LEVE BEM À ENTENDER



 Algumas coisas podem ser bem ditas e bem feitas, tudo isso depende de mim e de você. Seu coração é "de lua ", tenho medo de te ligar e você me maltratar. É um único medo que eu tenho que perder, tirar de mim, porque te amo e isso não pode acontecer.
 O que eu sinto é um sentimento profundo, grande, imenso, sincero. Elevo ele cada vez mais alto, mais fundo e sigo em frente com ele até onde posso. Ele aumenta, cresce, evolui de uma forma que sai do meu controle.
 Traição, acho que não.Não faço e nem posso, me sentiria como um bicho sujo, sem raciocínio, e não seria tão idiota em destruir uma coisa que me faz bem, que me deixa quieto, recolhido e leve.
 Não gosto de ser ignorado, maltratado. Sinto-me mal, caio em prantos profundos, viro uma pessoa patética, no meu quarto totalmente escuro, trancado e frio. Já cometi erros, mas quem não comete?
 Mas só um objetivo que eu tenho : Preservar e reconstruir isso novamente, até tudo ficar bem.

Te amo Demais R.
P. Bjo ;D

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

DESMORONANDO, PIOR QUANDO É DE UMA VEZ!



 Quando tudo fica normal e bom, como se não tivesse mais nada pra acontecer. Acontece, não? As coisas desmoronam de uma forma terrível, sangrenta, mortal e que é capaz de levar todas as suas forças. Seu Orgulho, onde fica? Vai embora pro além, pro universo, e você despenca em prantos, como se tudo estivesse acabado e o que resta é morrer.
  Quando todos e tudo vem contra é pior. Pra alguns, é banal, outros não. Algumas coisas podemos até suportar. Na verdade, podemos suportar coisas diversas, desde que seja uma em cada tempo, e não tudo de uma só vez.
 Tudo de uma só vez fica pior. A coisa pesa, e o peso é maior que o seu. Aquilo faz você chorar, transbordar toda a mágoa que está dentro de si mesmo. As lágrimas contidas transbordando é uma espécie de alívio, nos deixa leve, leve.

 " Então sai, deixa correr toda a àgua contida.Então Sai, deixa correr.Toda mágoa velada, é água parada e uma hora transborda "

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

ÁGUA CONTIDA





  Podemos suportar até a medida do possível, segurar até certo ponto máximo pra não dá um de patético na frente das pessoas que amamos e que odiamos. Preservar e transparecer uma imagem boa, segura e conservada é muita essencial à nós mesmos.
  Quando tudo transborda vira um caos total, a cara fica toda amassada, nariz escorrendo. Quando me olho no espelho, percebo que tudo fudeu. É ponto mais patético, mais idiota que você pode demonstrar. Não é ruim, não faz mal. Mas às vezes, temos que guardar e demonstrar essas coisas pra nós mesmos.
 Todos são Humanos, todos tem sentimentos, todos choram. Alguma hora, todos são patéticos. Já fui pior, já cheguei a trancar-me no quarto e despejar tudo que tinha dentro de mim.
 Mas uma coisa é correta, óbvia e certa: "Uma hora tudo pesa, e acaba transbordando!"

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

IGNORIN'U


 Sei que você quer aproximar-se de mim, tentando me fazer estar bem. Convivendo e aprendendo. Mas acho que o meu ser não bate com o seu, alguma coisa me diz que isso não está legal. Posso falar, concordar em certas coisas que nem tem a ver, mas estarei ali quieto no meu canto. Você começa à fazer perguntas desnecessárias que não tem a ver com o momento e o prazer de fazer, entende? Não posso ficar sendo um tipo de "entrevistado", não posso responder o que eu não quero e o que eu nem tenho prazer em dizer., porque sinceramente, não posso ter a vontade de lhe dar atenção, pois se não tenho.
 Não estou lhe julgando pela aparência, não tenho esse costume de fazer julgamento pela casca, considero o recheio, que é o que vale mesmo. Mas você acabou de chegar, e se assim como estar não posso te aturar então, não posso mais fazer nada.
 Não sou Cruel, apenas estou relatando fatos que vejo e observo em você. Vai continuar ali fazendo um interrogatório Idiota sem mais e nem menos, e eu fingindo que entendo e acabo, às vezes, concordando com o que nem tem nada a ver. Mas pode ter certeza de apenas uma coisa, estou te ignorando.