segunda-feira, 15 de novembro de 2010

ÁGUA CONTIDA





  Podemos suportar até a medida do possível, segurar até certo ponto máximo pra não dá um de patético na frente das pessoas que amamos e que odiamos. Preservar e transparecer uma imagem boa, segura e conservada é muita essencial à nós mesmos.
  Quando tudo transborda vira um caos total, a cara fica toda amassada, nariz escorrendo. Quando me olho no espelho, percebo que tudo fudeu. É ponto mais patético, mais idiota que você pode demonstrar. Não é ruim, não faz mal. Mas às vezes, temos que guardar e demonstrar essas coisas pra nós mesmos.
 Todos são Humanos, todos tem sentimentos, todos choram. Alguma hora, todos são patéticos. Já fui pior, já cheguei a trancar-me no quarto e despejar tudo que tinha dentro de mim.
 Mas uma coisa é correta, óbvia e certa: "Uma hora tudo pesa, e acaba transbordando!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário