quarta-feira, 26 de outubro de 2011

MOMENTO DE DOR


 No meu quarto. No meu canto. Estou libertando as minhas dores e os meus anseios. Água escorre dos meus olhos vermelhos, meu peito faz pulsar algo que nem impulso de vomito. Mas algo é diferente, pois o impulso continua e sai líquido pelos olhos.
 Sento no canto da parede ou da cama, ponho algo triste pra ouvir. Gosto desse tipo de auxilio pra libertar a alma, é mais fácil. Tudo vêm, da forma mais simples e dolorosa.
 Coloco a minha cara no travesseiro e grito para que os outros não ouçam, berro até ficar roco. São simples formas de colocar tudo pra fora, todo aquele peso. O terror e a agonia total. E o que resta depois é se sentir leve e bem.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

MOMENTO CRU


  Entrei em uma fase que estou totalmente seco nas ideias. A minha mente resolveu se limitar um pouco, as palavras estão vindo calmamente. Escrevo um pedaço aqui e outro ali, fico dias e dias sem escrever nada. Mas tenho que ficar tranquilo, isso acontece.
  Estou me concentrando em outras coisas. Estou aproveitando outros momentos pra mim não ficar louco com tudo isso. Já sou um, se eu ficar mais o negócio piora (risos). Tem hora que as palavras vêm de uma forma doida, elas vêm naturalmente e se tornam coisas incríveis. Mas agora estou em uma hora mais tranquila, um momento mais seco. Não estou totalmente sem ideias. Como eu disse, as palavras estão vindo calmamente. E como sempre, estou aproveitando com toda a paciência isso.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

OS ERROS


 É questão de experiência, é saber jogar com todas as regras. Os erros fazem parte das nossas vidas. A cada dia que passa e a cada erro que nós cometemos, aprendemos e seguimos em frente. Tem hora que penso em desistir, de jogar tudo fora e deixar esse lixo pra trás. Mas nem tanto assim, esse lixo é irrelevante. Mas algo me dá forças pra lutar, algo que está ali do meu lado me dando asas pra voar cada vez mais alto.
 É só pensar que estou caindo no mais profundo buraco, e de repente vem algo tão carinhoso, honesto. Algo que me dá Asas pra voar, forças que vão além da minha visão e que eu acabo me surpreendendo em vários aspectos.
  Só sei que cada vez mais aprendo a lidar com os erros, não se pode apagar nada. Mas podemos juntar os cacos e formar um novo modelo de vida e assim, eu sigo em frente.