quinta-feira, 2 de maio de 2013

APONTAR O DEDO É FÁCIL


 Muitas vezes acabo parando pra pensar no quanto que as pessoas julgam as outras, sem ao menos saber dos verdadeiros fatos. E tenho completa noção do quanto isso dói quando principalmente, acontece comigo. Ao mesmo tempo que o julgamento é feito, você se sente pressionado e acaba se perdendo na agonia e no desespero por acabar não sabendo como lidar com aquilo tudo. Você acaba tomando medidas drásticas, decisões que nem mesmo são aquelas que você gostaria de ter tomado. Nada que é feito pode ser apagado, mas tudo que é quebrado tem alguma forma de ser concertado. Não é mesmo? Eu penso seriamente em me refugiar pra um lugar bem distante, onde eu possa refletir sobre a minha vida. Organizar as ideias, pensar em tudo que vêm acontecendo comigo. Preciso fazer isso, aproveitar esse meu desejo antes que aconteça alguma tragédia.