quinta-feira, 28 de março de 2013

SEM SENTIDO

 Ultimamente não tô conseguindo me saciar em nada. Nada está me satisfazendo por completo. Tudo está perdendo o sentido da coisa toda. Tô ali no meio das pessoas, mas ao mesmo tempo estou distante demais. Com meus pensamentos me levando aos lugares mais absurdos e escuros, tão escuros que chego ao ponto de ficar triste e deprimido. E tudo isso acontece dentro da minha cabeça, na minha imaginação. Mas é uma imaginação real, que faz eu sentir as piores dores que um ser humano pode sentir. Não falo de dores físicas, e sim dores sentimentais. É de sufocar o coração e fazer os meus olhos deixarem cair água até onde eu suportar. Meu rosto alegre não passa de uma máscara, que passa a impressão de que estou me sentindo bem. Só que me sentindo bem por fora, e por dentro fico me sentindo um desastre. Um robô com as suas peças totalmente acabadas e destruídas, um resto de coração com seus outros pedaços jogados pelo caminho dessa vida insana e deprimente. Até mesmo a minha banda de rock que é uma parada que amo muito não está me dando completa satisfação e felicidade. Entro no estúdio e os meninos da banda estão lá. Seus instrumentos plugados e o microfone ali me esperando. Começam a tocar as músicas e nessa hora meus pensamentos inventam de me levar pra outro lugar. Tô ali tocando com a minha banda, mas ao mesmo tempo estou longe. Distante de tudo e de todos. Até mesmo nos dias dos shows aquela euforia toda da galera que curte o nosso som não me anima. Percebi que com a banda só consigo passar diversão e satisfação pros outros e não pra mim. E cada vez mais vejo o caminho do fim, porque todas essas coisas que gosto de fazer estão perdendo os seus sentidos. E pra ficar satisfeito e bem tem que existir o sentido das coisas, não é mesmo? Eu fico pensando se isso tudo que acontece comigo é um grande castigo de Deus. Será porque abandonei um grande amor da minha vida? Mas juro que fiz isso, porque só assim teria uma paz no meu coração. Esse negócio de amar e ter compromisso é sério até demais, tem que cuidar um do outro e ter mais preocupações além das suas. Sem falar nas outras coisas que um relacionamento mantêm. Só tenho a certeza que fiz o melhor, porque quando não é pra ser não é mesmo. Costumo não insistir nas coisas e nesse caso eu insisti até demais. E hoje em dia me vêm tantas coisas na cabeça sobre todos as coisas que fiz e deixei de fazer, mas não me arrependo nem um pouco de tudo isso. O que foi feito e deixou de ser feito já era, não adianta se arrepender de nada. O problema agora é esse lance de tudo ficar sem sentido pra mim, espero que o sentido de todas as coisas que gosto volte. Pois se não voltar, eu tenho certeza que o único caminho que vou ser obrigado a seguir é o fim.

domingo, 24 de março de 2013

RODEADO PELA HIPOCRISIA

  

 Acho incrível como as pessoas conseguem ser falsas. É muito hipocrisia jogada por todos os lados. Pra onde olho vejo coisas secas, vazias e sem conteúdos. Fico na minha observando tudo o que falam uns dos outros. Hoje em dia parece que tudo fica muito mais fácil ter que apedrejar pelas costas e julgar sem a outra pessoa precisar ouvir. Por mais que a verdade seja cruel, eu gosto que ela seja ouvida. Que seja dita na cara, que seja sincera e que assim todos saibam o que cada um pensa. Eu tô começando a ficar cansado em ter que ficar rodeado de pessoas desse tipo, pois o mundo tá cheio. Sempre vão ter pessoas assim, achando que tudo fica mais fácil em não dizer as coisas na cara. E a frase "A verdade seja dita" acaba sendo esquecida. Infelizmente.

sexta-feira, 22 de março de 2013

VONTADE DE MORRER


  Ultimamente tô naquela fase de querer sumir do mundo. De me isolar totalmente e tentar me livrar de alguns demônios que já se infiltraram em mim há tempos. Eu penso que seria muito bom ter que morrer por dentro e por fora por alguns dias, e ficaria totalmente sem preocupações. Aí sim estaria totalmente solitário, mas sem vontade de derramar lágrimas e nem sentir dores que me façam gritar dentro do meu quarto quando eu estiver sozinho.

terça-feira, 19 de março de 2013

PESSOAS EM EXCESSO DE SOLIDÃO


  Eu sempre tô rodeado de muitas pessoas. Pessoas que me divertem, me acompanham, que trabalham e mais de outros tipos que convivem comigo. Só que mesmo assim ainda sinto um vazio, tudo é tão completo, mas ao mesmo tempo tudo está oco. Por mais que eu esteja rodeado de muitas pessoas eu ainda continuo me sentindo sozinho. Até mesmo toda aquela multidão que presencia os shows da minha banda de rock quando tocamos por aí, faz com que eu tenha a mesma sensação. Tô ali fazendo o show junto com os meninos, mas mesmo assim continuo me sentindo só. É como se meu corpo ficasse programado só naquele momento, pra fazer o que se deve fazer e quando sair do palco voltar a realidade. Percebi que muitas das vezes levo algum tipo de diversão pros outros, mas a minha própria diversão não me deixa completo. Só queria poder me sentir rodeado de verdade, e não ficar cheio de pessoas ao meu redor e mesmo assim me sentir sozinho.

domingo, 10 de março de 2013

RODEADO PELO NADA

 Acabei percebendo que meus momentos de felicidade e alegria são quando estou no meio das pessoas que amo. Quando consigo me divertir e me distrair, e é aí que acabo esquecendo do meu mundo real e deixo os problemas de lado por alguns instantes. Mas quando vou pra casa, caio na tristeza novamente. Fico me sentindo terrível, inútil e um ser sem sentido no meio disso tudo. Muitas vezes, por mais que eu esteja rodeado de muitas pessoas me sinto sozinho.  Não sei muito bem qual o motivo de eu ficar me sentindo dessa forma, talvez seja porque a minha vida anda desconcertada e muitas coisas estão dando errado. Coisas que fiz o possível pra evitar, mas que acabam acontecendo. Parece que quanto mais se evita, mas vem. E a única opção que tenho é viver até a paciência chegar no limite.

quarta-feira, 6 de março de 2013

MAL INTERPRETADO


  Sempre tive problemas com muitas coisas na hora de se expressar. Acho que as minhas ideias são totalmente diferentes de tudo e de todos. Pois muitos chegam à me interpretar mal. São poucas as vezes que consigo fazer com que entendam por completo o que tô querendo dizer, o que estou sentindo e o que na verdade é de mim  mesmo. Talvez o problema não seja as pessoas, o problema pode ser eu. Minha forma de expressar, de falar e de expor as minhas ideias. E isso me deixa totalmente frustrado e cada vez mais desesperado e perdido.

sábado, 2 de março de 2013

NÃO SENTINDO MAIS AMOR






 Ultimamente tenho percebido pequenas coisas que estão fazendo um grande sentido pra mim. Talvez, seja coisa da minha cabeça louca cheia de ideias que se misturam de acordo com o que sinto e vejo. Mas acho que alguns comportamentos e sorrisos me deixam claras algumas coisas, pois sempre tô aqui observando e analisando tudo. Não tenho hora e nem lugar, sou um ser complexo e observador.
 As pessoas ao meu redor estão indiferentes comigo. Não as sinto por perto mesmo estando. Comecei a ficar cansado de sentir pessoas vazias ao meu redor. Não quero ficar me sentindo feliz por fora, e totalmente destruído e triste por dentro. Isso não é legal. Preciso de pessoas pra conversar, pra eu ter meus momentos de colocar os "demônios" pra fora. Mas pra isso preciso criar confiança, e em pessoas vazias confiança não se cria. Não tô me sentindo amado e nem adorado por muitos que amo, me sinto sozinho mesmo estando rodeado de tantas pessoas. Espero que uma hora isso passe, e eu sei que vai passar. Afinal, tudo passa.