terça-feira, 27 de março de 2012

CONTRA AS MINHAS VONTADES

 Às vezes, eu fico pensando se tudo que eu quisesse se tornasse realidade. Seria muito louco, muito surreal. Mas confesso que me sentiria completamente feliz. Acontece muito das pessoas fazerem o que eu não gosto, todas as suas atitudes tomadas que fazem elas seguirem daquele jeito. Eu sei que tudo que elas fazem, pode ser um jeito delas serem felizes. Não me definam como egoísta pelo fato de eu querer tudo do meu jeito, só pra eu me sentir feliz. Só que existem coisas que me deixam demais frustrado, e procuro manter essas coisas guardadas. Uma vez ou outra, eu me dou o trabalho de expor essas coisas. Talvez, seja uma forma de aliviar.
 Eu tenho noção das coisas. Eu sei que tudo que eu penso não pode ser feito. As pessoas não são fantoches, elas não vão fazer o que eu quero sempre. Isso tudo é muito perfeccionista, eu sei. Mas é assim que eu sou. Por isso mesmo acho que a felicidade completa não existe, ninguém é feliz sozinho. Só que quando você está com alguém, àquela pessoa nunca vai lhe fornecer todas as maravilhas do mundo. E justamente por isso, procuro ficar bem na medida do possível e aproveitar cada segundo como se fosse o último. Feliz.

sexta-feira, 23 de março de 2012

UM MONSTRO INTERNO

 Acho que existe outro ser dentro de mim. Não falo sobre personalidades, talvez, possa chegar perto. Mas falo sobre os momentos de raiva e estresse. É tudo inevitável, é tudo tão estranho e diferente de mim mesmo. Procuro entender a minha própria cabeça nesses momentos de fúria, fico tentando me convencer de que isso é uma coisa comum nas outras pessoas, mas não. Já reparei que existem pessoas com total controle das situações, que pensam mesmo até nas horas de raiva e que sabem domar isso da melhor forma.
 Eu sinceramente sinto inveja desse tipo de pessoa. É algo que admiro e que procuro fazer o mesmo. Ter o controle da situação é uma das melhores coisas possíveis. Não adianta eu tentar me aliviar em local de trabalho, a raiva só aumenta. A melhor coisa é eu chegar em casa e tentar ficar relaxado, tentando me distrair ao máximo. Antes disso, fico tentando ao máximo tratar as pessoas próximas da minha melhor forma quando eu estiver nesses momentos.

terça-feira, 13 de março de 2012

AS ATITUDES E SEUS JULGAMENTOS

 Percebo que não há explicações para as atitudes das pessoas. Elas se julgam de uma forma totalmente fora do comum, muitas das vezes elas acham que podem sair por aí falando o que bem entender. Que tudo é uma questão de livre expressão, mas não é bem por aí.
 O mal das pessoas é que elas fazem julgamento por pequenas coisas. Até mesmo por um fato que elas observam. Os humanos são seres precipitados, que saem fazendo conclusões em momentos de raiva e tensão, eles abrem a boca pra falar quantas asneiras possíveis. Seria ótimo se todos tivessem um bom senso de procurar conhecer de verdade, e nem ao menos se preocupassem em fazer um julgamento pelo jeito que os outros são. Mas infelizmente, não vão por aí e isso machuca sempre um, e cada vez mais.

sexta-feira, 9 de março de 2012

OS SERES HUMANOS E AS SUAS ATITUDES


 
  Os humanos muitas das vezes, é um bicho complicado. Eu tento entender de diversas formas todas as suas atitudes, todas as suas especulações. Por via das coisas, eles ainda me surpreendem bastante. Principalmente, pelas suas atitudes.
  Procuro entender qual o objetivo das pessoas? Elas me confundem. Fazem o que fazem, depois de tempos acham que o mundo dos outros pode ser reconstruído. Não se pode brincar com os sentimentos de ninguém, sentimento é um negócio delicado. Existe a sutileza em cada parte dos seus. A cabeça é como uma biblioteca, onde ali ficam os livros velhos, abandonados. De alguma forma, eles ficam ali sem serem jogados fora. E isso, não acontece por nossa própria vontade e sim, porque não temos opção.