sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

SERÁ QUE VALE A PENA?


 Será que vale a pena mesmo insistir em algo que muitas vezes não deu certo?
 Será que vale a pena lutar por algo que aparenta e transparece ter apenas uma via de uma mão? 
 Eu acredito que a melhor coisa é quando tá tudo claro. Tudo bem explicito pra poder saber se realmente tá valendo a pena lutar, esperar e ver o que acontece. Eu preciso sentir e muitas vezes eu não sinto absolutamente nada vindo de fora. 
 Ou será que tá tudo tão claro e eu não quero enxergar e aceitar?
 Acho que quando realmente a pessoa quer as coisas acontecem. 

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

CICLO


 Eu ia esperar chegar a última semana desse ano pra poder falar sobre, mas já tô há dias pensando sobre e enquanto eu não colocar isso pra fora eu não vou me aquietar. Nesse ano basicamente tive dois relacionamentos bem intensos. O primeiro eu me entreguei de uma forma super radical, mas tardiamente. Percebi que ele realmente valia a pena depois que precisei pagar pra ver algumas coisas. Só que esse "pagar pra ver" foi algo que acabou destruindo logo no início tudo o que podia ter sido bom. Ficamos naqueles idas e vindas, que pra ser sincero não é algo tão saudável. A cada volta tu estás com uma nova cicatriz. Cicatrizes acabam sendo marcas de grandes magoas passadas. Cada vez mais perto e cada vez mais longe. Frase que definia tudo. Mas eu também acabei vacilando bastante. Só que não posso me culpar totalmente. Ano passado também passei por dois relacionamentos e o último foi o que chegou mais perto de firmar tudo de uma vez, só que chegamos tão alto que a queda foi terrível e eu comecei a ficar cético em relação à essas coisas. Até entendo o afastamento e o desapego. Mas até hoje penso que ele acabou querendo continuar pra se vingar, fazer eu comer na mão dele e ser como ele queria. Quando percebi que não valia mais a pena acabei aplicando um grande "foda-se" e joguei tudo pro alto. Logo na mesma semana e justamente no dia em que completei um ano morando em São Paulo acabei conhecendo o segundo. Mesmo dia de data de aniversário e toda uma numerologia e analogismo entre nós dois que é forte demais. O vi apenas duas vezes em todo esse tempo, mas na última vez a conexão foi tão grande, sabe? O abraço? Sabe aqueles que tu estás e se sentes tão seguro? Então, esse é o tipo de abraço dele. O melhor que já senti em toda a minha vida. Transmitindo total segurança, conforto e confiança. Só que com o tempo as coisas foram se complicando cada vez mais. A distância fez com que nós fossemos perdendo o diálogo. Comecei a ter grandes problemas pessoais e que me afetaram muito. Comecei a pensar em fazer várias coisas terríveis comigo mesmo. Isso foi uma das coisas que favoreceu no fim. Durante uns dois meses frequentei psicológa e foi uma das melhores coisas que fiz na vida. Minha cabeça tá totalmente renovada e organizada e vi que têm muita coisa que não vale nem um pouco a pena. Mas isso já é outro assunto que podemos tratar futuramente por aqui, pelo meu canal no YouTube ou até mesmo pessoalmente. Mas ah, não contei. Sabem o segundo relacionamento? Do melhor abraço do mundo? Acredito que em breve estarei nesse abraço novamente :)