sexta-feira, 12 de novembro de 2010

IGNORIN'U


 Sei que você quer aproximar-se de mim, tentando me fazer estar bem. Convivendo e aprendendo. Mas acho que o meu ser não bate com o seu, alguma coisa me diz que isso não está legal. Posso falar, concordar em certas coisas que nem tem a ver, mas estarei ali quieto no meu canto. Você começa à fazer perguntas desnecessárias que não tem a ver com o momento e o prazer de fazer, entende? Não posso ficar sendo um tipo de "entrevistado", não posso responder o que eu não quero e o que eu nem tenho prazer em dizer., porque sinceramente, não posso ter a vontade de lhe dar atenção, pois se não tenho.
 Não estou lhe julgando pela aparência, não tenho esse costume de fazer julgamento pela casca, considero o recheio, que é o que vale mesmo. Mas você acabou de chegar, e se assim como estar não posso te aturar então, não posso mais fazer nada.
 Não sou Cruel, apenas estou relatando fatos que vejo e observo em você. Vai continuar ali fazendo um interrogatório Idiota sem mais e nem menos, e eu fingindo que entendo e acabo, às vezes, concordando com o que nem tem nada a ver. Mas pode ter certeza de apenas uma coisa, estou te ignorando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário