sexta-feira, 1 de julho de 2011

ENTRANDO EM UM MOMENTO DO OUTRO MUNDO


  Palavra por palavra, e lá estamos nós mergulhando em um mundo diferente. A coisa vai tornando-se cada vez mais interessante, cada momento tem uma certa paciência e às vezes, essa paciência está em um limite que vai além do que pensamos. Hoje em dia, ler é um bicho de sete cabeças, as pessoas acostumam-se com coisas mais simples como redes sociais, onde você posta coisas básicas e tem mais saco pra ler e entender a coisa toda.
  Só que é tudo diferenciado, o livro é um mundo de palavras, ideias e conhecimentos de um ser que se pôs a expor algo que ele pensa. Ali, ele faz daquilo o seu mundo. Seja macabro, sinistro, melancólico, dramático e por aí vai. Não to querendo dizer que nas redes sociais, as pessoas não possam expor algo que pensam e sim, é exatamente uma forma muito explicíta de ser dizer algo e em um livro, é uma forma mais detalhada sendo oculta ou não.
  Começa a história, cada palavra é um momento que vai te enchendo de informações, anseios, agônia, melancolia. Você mergulha e acaba participando daquilo tudo, pensa e reflete sobre aquela história, aqueles acontecimentos que sairam apenas de um único ser, o autor do livro.
 Por um momento, lá está você acompanhando uma história. Com toda aquela paciência, o seu pensamento vai entrando na ânsia, emoção, expectativa de algo acontecer, como se cada coisa daquela fosse real. Se é ou não, isso eu não sei. Depende de como tudo é relatado, se o autor se baseou em algo verdadeiramente real ou não.
  Um livro sempre é um mundo com pensamentos diferentes, cada autor tem uma visão de ver as coisas e isso pode ajudar à ter ideias que possam te auxiliar futuramente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário