terça-feira, 7 de abril de 2015

QUESTIONAMENTOS


 Agora me pego aqui questionando várias coisas depois desse turbilhão de emoções. Parece que a madrugada é o horário propício pra pensar nessas coisas quando se está só. Eu aqui, tentando me manter firme, deixar minha aparência mais intacta possível pra não demonstrar nada. Questiono. Por que se quer não vem até à mim perguntar como estou? Não se preocupa mesmo em saber meu estado de espirito? Não se preocupa em saber que meu coração tá se corroendo? Não tem o mínimo interesse em saber se estou realmente bem? Eu juro que não foi proposital, pois não temos comando nas nossas emoções, sentimentos e afins. O coração é o bicho indomável e que você tem que estar preparado pra todos os tipos de situações. Eu só queria mesmo era te ter nos meus braços, mesmo sabendo que isso não haverá continuidade. Só queria sentir o teu corpo encostar no meu mais uma vez pra eu me sentir confortável. Queria aproveitar o tempo que nos resta. Como eu já disse, assim levaria apenas saudade e ficaria bem em saber que estaria tudo bem entre nós dois. Só queria ver você chegando até à mim e perguntar se pelo menos tá tudo bem, porque ainda tá doendo. Só queria de fato saber que você pelo menos se preocupa comigo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário