terça-feira, 21 de setembro de 2010

AO SUBIR NO PALCO

 É uma ânsia, tesão, emoção, um frio na barriga. Parece que tudo vai explodindo, enquanto não subo no palco. A aflição vai aumentando. O nervosismo é uma loucura total. As mãos tremendo, a voz trêmula, sem explicação.
 Fico pensando como será o show, se vai dar certo, se aquela galera vai curtir. Tudo envolvendo uma lógica total antes de subir no palco e fazer o que sabemos, o que gostamos de fazer.
 Só em pensar que ali está uma galera que está querendo  curtir, te ver. Sentir tua música e sacar o que está acontecendo. Isso é muito Foda!
 Enquanto não subir no palco, e não tocar a primeira música, a tremedeira não para. Continua enquanto isso não acontece. Quanto mais eu penso em estar lá, mais fico nervoso, mais fico tenso. Sem saber o que pensar e refletir, coisa que não dá mesmo.
 Mas é isso, o foda é depois que você toca a primeira música, não quer mais parar. Depois que você desce do palco e uma galera chega contigo e diz "Foi Foda!" Isso é uma coisa muito louca e satisfatória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário